Destaques

EPIs são obrigatórios e devem fazer parte do dia do trabalhador

voltar01/08/2016

Todo funcionário que trabalha em ambiente de risco tem o direito do uso de EPI (Equipamento de Proteção Individual) que tem como objetivo a garantia da saúde e da segurança do trabalhador em seu ambiente de trabalho. Esses equipamentos, além de estar em perfeitas condições de uso, também devem ser fornecidos gratuitamente pelas empresas, além de treinamento e orientação para a correta utilização e conservação.


A utilização do EPI se destina de acordo ao ramo de atuação da empresa, mas os mais usados de forma geral são capacetes,  óculos, protetor auricular, luvas, protetores faciais, etc.


É dever da empresa, fornecer o equipamento de proteção e direito do trabalhador cobrar pelos itens de segurança.


Caso a empresa forneça o EPI e o trabalhador se recusar a usar, alguns procedimentos deverão ser tomados:


1 – Entenda o motivo da não utilização
2 – Converse com ele e refaça o treinamento da importância e do uso apropriado do EPI.
3 – Caso persista a NÃO UTILIZAÇÃO faça valer o que determina a norma Regulamentadora nº 6, do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE): 1º: Notificação, 2º: Advertência, 3º: Suspenção e 4º: Demissão


O uso do equipamento de proteção serve para garantir a saúde e integridade do colaborador e é exigido por lei, já que Ministério do Trabalho fiscaliza o fornecimento e a utilização do EPI e caso a empresa não esteja de acordo com a legislação sofrerá punições.


“Instruir, fiscalizar e conscientizar os colaboradores da importância do uso dos equipamentos de proteção individual, com certeza ainda é a melhor caminho para se manter um ambiente de trabalho seguro”. Segundo Maria Gabriela, Técnica de Segurança do Trabalho da Empresa Carbografite.





Ilustração: http://www.moizazine.com.br

Fontes:
http://www.mtps.gov.br/images/Documentos/SST/NR/NR6.pdf
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto-lei/Del5452compilado.htm
http://www.moizazine.com.br

Comentários